Gama recebe homenagem da UFS em festa de cinquentenário da instituição

16 de maio de 2018

Fotos: Pritty Reis

O secretário de estado da Cultura de Sergipe, João Augusto Gama, foi um dos homenageados no evento que comemorou os 50 anos de fundação da Universidade Federal de Sergipe (UFS), nesta terça-feira, 15, no teatro Tobias Barreto. Representando todos os estudantes que lutaram pelas causas universitárias e pela redemocratização do país, foi concedida à Gama uma medalha comemorativa por sua participação ativa, quando jovem estudante, desde os primeiros movimentos na luta em defesa da identidade de uma universidade pública.

Gama ingressou na universidade como acadêmico do curso de Direito, sendo eleito como primeiro presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFS), em agosto de 1968, ano de fundação da instituição, que ocorreu a partir da junção das escolas superiores de Química, Filosofia, Serviço Social e Ciências Médicas.

Gama falou sobre as lembranças daquela época. “A Universidade Federal foi criada em 15 de maio de1968, mês em que aconteceu a revolta estudantil em Paris. Em agosto, fui eleito para presidência do DCE. Em 12 de outubro, participamos do trigésimo congresso clandestino da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Ibiúna, São Paulo, onde fomos detidos e encaminhados aos cárceres do presídio Tiradentes. Remetidos para Sergipe, em dezembro sofremos mais uma prisão com a instituição do AI-5, o mais severo de todos os Atos Institucionais. Portanto, como se vê, foi um ano bastante tumultuado. Hoje, ficamos felizes em ver que, apesar de toda essa turbulência, a semente prosperou e frutificou e temos hoje uma universidade que atende a mais de 30 mil alunos”, destacou.

Ainda na ocasião, reitores, diretores técnicos e acadêmicos, representantes discentes e sindicais e o primeiro presidente do Conselho Diretor, que fizeram parte da história da UFS, foram homenageados e receberam medalhas por terem contribuído na construção da universidade. Brindando a data festiva, também foi realizado um concerto comemorativo apresentado pela Orquestra Sinfônica e pelo Coro da UFS.  O grupo apresentou um repertório que encantou o público presente com obras de Orazio Vecchi, Mozart, Rogério, com o clássico “Sergipe é o país do forró”, Dominguinhos e um lindo tributo a Luiz Gonzaga.

Sobre Gama

João Augusto Gama da Silva é formado em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), em 1970, e iniciou a vida pública em 1984, como presidente da Empresa Municipal de Urbanização de Aracaju (Emurb). Em 1993, assumiu o cargo de Superintendente da SMTT de Aracaju. Foi secretário Municipal de Administração de Aracaju em 1994 e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sergipe (CDL) de 1995 a 1996. Na área empresarial, fundou a Representações Gama Ltda (1965) e Distribuidora Gama Ltda (1985). Entre 1996 a 2000 foi efeito prefeito de Aracaju, entre suas principais realizações está a construção do mercado municipal no centro da cidade. Entre 2007 a 2009 foi secretário de Estado do Turismo e em 2014 assumiu a pasta do Planejamento, Orçamento e Gestão de Sergipe. Atualmente, é titular da pasta da Cultura no estado de Sergipe.




2016 SECULT - Secretaria de Estado da Cultura.
Rua Vila Cristina, 1051 - São José - Aracaju/Se
CEP:49020-150
(79) 3198-7800